Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial e Dúvidas Frequentes

Quais são os Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial? Por que eles funcionam? Como usar adequadamente óleos vegetais no rosto? É verdade que óleo vegetal pode entupir poros? Quem tem pele oleosa pode usar? – Confira a respostas para essas perguntas agora!

Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial e Dúvidas Frequentes

Aplicar óleo no rosto pode? Pode sim Sinhô!

Há milênios óleos vegetais são utilizados pela humanidade, tanto como forma de proteção e regeneração da pele, quanto para embelezamento. Realmente não sei quando nem por que cargas d’água o mito de que óleos não devem ser aplicados no rosto se disseminou ao ponto da maioria das pessoas ter medo dessas dádivas naturais (acredito que tenha sido um dos muitos reflexos da revolução industrial). Há quem não hesite em gastar vários dígitos num potinho de creme cuja composição contém desconhecidas substâncias impronunciáveis, porém teme colocar sobre a pele um óleo vegetal puro rico em substâncias benéficas.

Atualmente, com o advento do slow beauty e demais movimentos relacionados à retomada da sabedoria de nossos ancestrais e estilo de vida mais saudável, percebo que tal quadro está mudando à passos largos. Entretanto não podemos negar que o mundo da Beleza Natural ainda é uma incógnita para muitos.

Pois bem, introduzir óleos vegetais em minha rotina de cuidados pessoais mudou a minha concepção acerca de produtos de beleza. A eficiência, a versatilidade, e os resultados maravilhosos são algumas das características que tornam óleos vegetais viciantes. Não digo isso apenas por mim, felizmente tenho a oportunidade de acompanhar milhares de leitores e seguidores, todos são unânimes ao me relatar a alegria de ter começado a utilizar óleos vegetais sobre a pele. Aliás, quase todos… Há sim quem não se adapte, e isso não é “ruim”. Ruim seria se todos nós tivéssemos as mesmas opiniões e experiências. Imaginem só que chato o mundo seria!

Bom, já há vários vídeos no canal acerca desse tema. Hoje irei dividir com vocês quais são os “Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial” na MINHA opinião e tentarei explicar algumas dúvidas frequentes.

Primeiramente, vamos às explicações:

 

Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial dúvidas

Óleos Vegetais para Tratamento Facial: Por que funcionam?

Óleos vegetais puros possuem afinidade natural para com o tecido cutâneo, pois os ácidos graxos que os compõem também são encontrados na pele humana e fazem parte dos processos de manutenção das funções regulares do manto hidrolipídico (“filme protetor” encontrado na epiderme, a camada mais externa da pele, formado pela junção das glândulas sebáceas e os líquidos produzidos pelas glândulas sudoríparas), tais como:

  • Conservação da flexibilidade,
  • Controle da perda precoce de água,
  • Formação de barreira protetora e umectante,
  • Reserva energética

Os principais ácidos graxos encontrados na pele também estão nos óleos vegetais em elevado percentual (é claro, cada óleo com percentuais variados) sendo, em ordem decrescente, o ácido oleico, o palmítico, o linoleico e o esteárico. É por isso que a interação dinâmica entre os dois facilita a assimilação da substância: o corpo absorve óleos vegetais via aplicação tópica ao invés de tratá-los como produtos químicos estrangeiros passíveis de rejeição.

Se, por ventura, uma pele apresenta carência de ácidos graxos, ela fica ressecada e envelhece precocemente, afinal, não consegue reter a hidratação. Portanto, quando óleos vegetais puros e adequados são aplicados sobre a pele, eles conseguem repor com maestria e velocidade tal carência e, por consequência, os resultados desdobram-se em maciez, pele mais hidratada, prevenção na formação de linhas finas e rugas de expressão, cicatrização de pequenas feridas, aceleração na renovação celular, e ação seborreguladora. Com aplicações regulares, os benefícios se mantém de forma duradoura.

Vale destacar a ação seborreguladora. Muitas pessoas de pele oleosa observam controle na produção de sebo ao utilizarem óleos vegetais em suas rotinas de tratamento facial. Isso ocorre porque, grosso modo, a partir do momento em que algum óleo é aplicado sobre a pele o corpo entende que não precisa mais produzir sebo demasiado naquele local.

Óleos Vegetais para Tratamento Facial: Entopem poros? Quem tem pele oleosa pode usar?

Bom, o início da resposta já foi dado no tópico anterior. Quanto ao “potencial comedogênico” de óleos vegetais, por favor, não acreditem nas listas insanas e sem referencial científico que rolam pela web. Já conversei com inúmeros aromaterapeutas, aromatologos, já li diversos livros sobre o tema, e todos são unânimes ao dizer que óleos vegetais não entopem poros. Pode ser que a sua pele venha a reagir de formas diferentes dependendo do óleo escolhido, do que você comeu ao longo do dia, de sua situação hormonal, e de outras variáveis do gênero. Mas saiba:

Óleos vegetais 100% puros NÃO entopem poros!

Para comprovar o não entupimento de poros por óleos vegetais e também o não estímulo de oleosidade excessiva com o uso dos mesmos, segue um trecho do livro “Técnicas de Aplicação de Óleos Essenciais” do Osmólogo Fernando Amaral (pág. 59, Cengage Learning, 2015, 1ª Edição):

De modo geral, acredita-se que a aplicação de óleo na pele e nos cabelos aumenta a oleosidade destes, mas isso não é verdadeiro quando se trata da aplicação de óleos vegetais puros. A sensação de excesso de oleosidade só ocorre com a aplicação de óleo minerais, estes sim oclusivos, ou seja, têm a propriedade de fechar os poros e evitar a penetração de água, daí a sua utilização em bebês, nas trocas de fraudas. O propósito de utilizar o óleo vegetal na pele é justamente o fato de ele integrar-se rapidamente ao manto hidrolipídico, aumentando a umectação da pele, mas sem ocluí-la totalmente. Pode-se dizer que os óleos vegetais se fundem à parte oleosa do manto hidrolipídico, contribuindo, assim, para o controle da perda de água transdérmica e para o fornecimento de ácidos graxos como fonte de energia para o meio celular. E, no caso da aplicação de óleo essenciais, estes se fixam nos óleos vegetais, sendo liberados lentamente para o sistema cutâneo.

Óleos Vegetais para Tratamento Facial: Como comprar corretamente?

Algo é fato: há muito óleo vegetal adulterado no mercado.

Ao comprar um óleo vegetal 100% puro certifique-se de que na composição do mesmo consta apenas o nome científico do óleo em questão ou o a sua nomenclatura oficial do INCI (International Nomenclature of Cosmetic Ingredient).

NUNCA compre óleos vegetais para tratamento facial cuja composição contenha parafina, óleo mineral, perfumes ou conservantes.

Entretanto, tais cuidados não são suficientes. Há quem adultere um óleo vegetal nobre com óleos vegetais mais baratos (por exemplo: óleo de argan misturado com óleo de soja). Infelizmente, dependendo da proporção, a identificação da adulteração se torna complicada até mesmo aos que possuem familiaridade com o insumo.

Logo, é de suma importância conhecer a origem do óleo vegetal, a empresa por detrás da produção e/ou envasamento, e a loja onde o óleo está sendo comercializado.

Muita gente me pergunta “Kah, por que o óleo da marca que você indicou é mais caro do que outros que vejo pela web?”. Bom, meus amores, indico apenas empresas em que realmente confio. Não quero dizer com isso que as demais que eu ainda não conheço não sejam confiáveis, porém prefiro não apostar a lhes indicar algo que não tenho experiência.

Pensem no seguinte, para avaliar a qualidade de um óleo vegetal é necessário ter parâmetros. Portanto, aos que estão iniciando, as dicas mencionadas são de suma importância. Afinal, como alguém que nunca utilizou o óleo X pode constatar por experiência que o mesmo foi adulterado?

Pois bem. O barato pode sair caro. Pesquise sobre a empresa responsável pelo óleo vegetal e a loja responsável por vende-lo.

 

Óleos Vegetais para Tratamento Facial: Como usar óleos vegetais no rosto?

Para saber como utilizar óleos vegetais no rosto, assista ao vídeo acima. Nele expliquei e mostrei com detalhes 7 maneiras diferentes de usar óleos vegetais na rotina de cuidados faciais. (caso o vídeo não abra, AQUI está o link para assisti-lo diretamente no YouTube).

SUPER DICA: Quer apender mais sobre Aromaterapia Cosmética e sobre como fazer cosméticos 100% naturais em casa de forma profissional?

Pois bem, um dos meus maiores mentores em Aromaterapia, o Aromaterapeuta professor do IBRA André Feraz, acabou de abrir as inscrições para seu famoso curso online Pele de Pétalas (o qual eu tive o prazer de fazer e lhes digo de coração que foi incrível! Leitores que fizeram o curso por indicação também são unânimes ao constatar o quão incrível ele é :) ). Segue o Release:

O Pele de Pétalas, do grande Aromaterapeuta André Ferraz, é um curso avançado e completo de Aromaterapia para Estética e Emoções, que ensina como utilizar óleos essenciais e vegetais na produção de cosméticos 100% naturais que atuam na saúde da pele e equilíbrio das emoções.

Para quem não conhece, o André Ferraz é um famoso aromaterapeuta, que já ajudou milhares de pessoas a melhorarem sua saúde, bem estar e aparência, garantindo assim, mais autoestima, felicidade, jovialidade e autoconfiança a todas essas pessoas.

Com esse grande conhecimento na área, criou o Curso Pele de Pétalas de Aromaterapia para Estética e Emoções. Neste curso, ele ensina de maneira detalhada e objetiva tudo sobre os óleos essenciais e vegetais e como eles são a extração da mais pura energia das plantas, juntamente com suas substâncias que combinadas têm o poder rejuvenescedor da Pele, além de cura de diferentes tipos de doenças e controle das emoções, te ajudando a eliminar problemas da atualidade como transtornos da ansiedade e depressão.

Saiba mais sobre o curso Pele de Pétalas e como se inscrever AQUI – ATENÇÃO: As inscrições só ficarão abertas até domingo dia 23/10/2016.

 

Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial top 5

Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial

Devemos ter em mente que a definição de “melhor” é vaga e pessoal, irei listar a ficha técnica dos óleos vegetais para tratamento facial que eu mais gosto segundo experiência pessoal, pesquisas e relatos de leitores/seguidores.

Óleo de Jojoba

Nome Científico: Simmondisia chinensis
Indicações para tratamento facial: rugas, manchas, acne, cravos, aspereza, ressecamento, proteção, drenagem.
Aroma: de leve para médio, não tão doce como o do óleo de castanha. É distinto, porém agradável.
Textura: leve e sedosa, de elevada e rápida absorção absorvida, praticamente não deixa resíduos sobre a pele.
Cor: amarelo claro.

Embora não seja o óleo vegetal para tratamento facial que EU mais uso, o óleo de jojoba entra aqui em primeiro lugar por conta da sua versatilidade. O óleo de jojoba é muito bem aceito por todos os tipos de pele, sendo especialmente benéfico para quem possui peles oleosas e acneicas.

Óleo nobre de elevada compatibilidade com a pele humana, o óleo de jojoba regula naturalmente a oleosidade da pele, possui ação de desobstrução e limpeza dos poros e das glândulas sebáceas. Trata-se de um óleo com toque seco peculiar o qual deixa rapidamente uma sensação de maciez aveludada e promove umectação sem acarretar sensação oleosa e pegajosa.

Uma pequena quantidade desse óleo pode ser usada todos os dias antes de dormir, ele limpa e protege a pele como nenhum outro, sendo ótimo para protocolos de tratamento anti-aging e clareador.

SUPER DICA: AQUI você pode encontrar a versão de 15 ml do óleo de jojoba, esse tamanho é uma excelente alternativa aos que querem testar os benefícios do bonito antes de investirem em potes de tamanho maior. E olha, esse vidrinho de 15 ml dura mais de 1 mês tranquilamente, pois são necessárias apenas algumas gotinhas (3-5) por aplicação e cada ml de óleo contém aproximadamente 22 gotas. Faça os cálculos ;)  

 

 

Óleo de Abacate

Nome Científico: Persea gratíssima.
Indicações para tratamento facial: área total da face, rugas, manchas, aspereza, ressecamento, hidratação, umectação, drenagem linfática, nutrição, revitalização e proteção solar.
Aroma: médio, um pouco adocicado, gorduroso e amendoado.
Textura: grossa, porém de elevada absorção, deixa na pele uma sensação levemente graxosa e bastante sedosa.
Cor: verde-oliva profundo.

Meu atual predileto para tratamento facial! É um óleo denso, mas de elevada aderência para com a pele. Ele sozinho se mostra como um exímio “sérum” de tratamento facial, especialmente para quem possui pele seca (meu caso).

É um óleo denso, porém leve em termos de absorção, altamente compatível com a pele e de fácil deslizamento – caraterística que o torna excelente para massagens. Rico em vitaminas A, B1, B2 e D. Seu teor mais elevado em ácidos graxos está no ácido oleico, exatamente o ácido graxo mais abundante no corpo humano. Promove maciez e umectação duradoura com toque aveludado. São encontrados traços de minerais no óleo de abacate como potássio, fósforo, magnésio, enxofre, cálcio, sódio e cobre. A presença de tais elementos o torna ainda mais especial, pois os minerais são essenciais nos processos metabólicos de renovação celular.

ATENÇÃO: Preciso lhes contar uma experiência pessoal, a qual ilustrará o quão importante é atentar-se à origem do óleo. Bom, meu primeiro contato com óleo de abacate se deu pelo óleo da marca Bioessência. Sei que é uma marca ótima e bem-conceituada no mercado, porém seu óleo de abacate definitivamente deixou a desejar. Como foi o meu primeiro contato com óleo de abacate, lego pensei: não gosto desse óleo. Tempos depois tive contato com o óleo de abacate da Jaguacy e da Laszlo – então sim caí de amores! Apenas após ter contato com óleos de abate de elevada qualidade pude perceber tanto as características reais do óleo quanto sua eficiência na pele. O óleo de abacate da Laszlo e da Jaguacy são muito mais esverdeados e encorpados do que o da Bioessência e também apresentam maior poder de aderência para com a pele. Caso eu não tivesse testado óleo de abacate de outras marcas, provavelmente até hoje estaria achando que esse óleo não me agradava. Portanto, reitero: adquira óleo vegetais de fontes SUPER confiáveis principalmente se for o seu primeiro contato com o óleo em questão.

 

 

Óleo de Rosa Mosqueta

Nome Científico: Rosa rubiginosa
Indicações para tratamento facial: lábios, inflamações, furos de brinco, herpes, ressecamento, rugas, manchas, asperezas, hidratação, umectação, regeneração, cicatrização, tonificação, proteção, pós cirúrgico, queimadura, eczema, feridas.
Aroma: bem marcante e característico, com um toque terral.
Textura: leve, deixa apenas um rastro do óleo sobre a pele.
Cor: clara, levemente alaranjada por causa da presença de carotenoides.

Pele madura com marquinhas de expressão e/ou pele em processo de cicatrização? Caia de cabeça no óleo de rosa mosqueta sem medo de ser feliz!

Tradicionalmente conhecido por suas propriedades terapêuticas e pelo grande poder de regenerador. Rico em ácidos graxos poli-insaturados, promove a renovação celular da epiderme. É comumente aplicado em pequenas áreas ressecadas e pontos específicos de ressecamento (como lábios e contorno dos olhos). Prescrito por cirurgiões para cicatrização pós cirúrgica, diminui a probabilidade de formação de queloides.

O óleo de rosa mosqueta é indicado para pequenas áreas do corpo ou rosto nas quais o efeito pretendido seja rejuvenescimento, proteção e hidratação. É excelente protetor labial contra ressecamentos em climas frios e secos. Excelente na cicatrização de feridas, queimaduras, eczemas, frieiras, rachaduras e até mesmo acne.

 

 

Óleo de Argan

Nome Científico: Argania spinosa
Indicações para tratamento facial: rugas, manchas, aspereza, ressecamento, proteçãp
Aroma: leve e azeitado, lembra o do azeite de oliva.
Textura: mediana, de absorção lenta e protetora, deixa uma leve película sobre a pele até que seja absorvido.
Cor: amarelo claro.

Rico em ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, possui grande concentração de ácido oleico e linoleico – ácidos importantíssimos na regeneração celular e proteção da pele. Estudos comprovaram que o óleo de argan atua na preservação da elasticidade da pele (Anon 2006 L’argan Maxi 09-15 Oct. p.14).

 

 

Óleo de Coco

Não serei prolixa, já há um post SUPER completo sobre esse óleo aqui no blog. Vá ao “Guia do Óleo de Coco” para conhecer melhor esse óleo super versátil e completo.

Espero de coração que tenham gostado! Qualquer dúvida, basta perguntar ;) E, para informações diárias, nos acompanhe no grupo Beleza Minimalista!

 

 

Beijos Mil, Karina Viega
karinaviega@acordabonita.com
Facebook.com/acordabonita
instagram@acordabonita
Snapchat: karinaviega

Gosta do Acorda, Bonita!?
Escreva seu e-mail na caixa abaixo, clique em “Assinar” e receba nossas novas matérias em 1ª mão!

Escreva seu e-mail:

Obs: Não se esqueça de confirmar o cadastro clicando no link que será enviado para a caixa do e-mail em questão.

 

comments

4 comentários on Melhores Óleos Vegetais para Tratamento Facial e Dúvidas Frequentes

  1. Franciele
    19 de outubro de 2016 at 13:10 (276 dias atrás)

    Karina do céu, tô simplesmente encantada com teu blog!
    Há uns 2 anos comecei a substituir cremes por óleos vegetais e minha pele é outra.
    Minha pele era mega seca, mas, agora que parei de tomar anticoncepcional, está mais oleosa, então vou deixar o óleo de coco um pouco de lado e testar outros.
    Se puder me tirar duas dúvidas, agradeço muito.
    Já comprou no Mundo dos Óleos ou sabe se os óleos de lá são bons?
    E sobre o óleo de rícino, sabe se ele pode ser misturado com qualquer óleo ou se há alguma restrição?
    Beijo e continue sempre com esse blog lindo!

    Responder
    • Karina Viega
      26 de outubro de 2016 at 8:01 (270 dias atrás)

      Franciele, obrigada mesmo!
      Minha pele também é mega seca e mudou completamente com óleos, muito amor! :)
      Nunca comprei por lá, amore… não posso dizer, sorry.
      Sobre o óleo de rícino, até onde sei, ele pode sim ser misturado a qualquer óleo vegetal.
      Beijos mil!

      Responder
  2. Caroline
    24 de outubro de 2016 at 11:03 (271 dias atrás)

    Oi Karina tudo bem?
    Adoro seu site e suas dicas, respeito muito o trabalho de levar informação para suas leitoras. Queria te pergunta o que você acha do óleo de argan da Josie Maran, pois estou nessa mesma linha de slow beauty e achei que ele também tem essa “pegada”. Acabei de comprar e eu estou gostando por enquanto, pois não conhecia esse que você citou. Você já usou o da josie?Acha um bom produto?
    Muito obrigada desde ja!
    Beijos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>