Shampoo e Condicionador: Por que é TÃO importante escolher bem? + Resenha Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba Arte dos Aromas

O que é melhor do que uma Resenha? Resenha com dicas e explicações! Hoje venho lhes apresentar mais uma dupla de shampoo e condicionador de formulação orgânica certificada pela Ecocert a qual me conquistou desde a 1ª aplicação: o Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba da Arte dos Aromas. Além disso, aproveito o artigo para lhes contar o porquê que é TÃO importante escolher uma boa dupla de shampoo e condicionador numa rotina de cuidados capilares.

Resenha Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba Arte dos Aromas

Antes de tudo cabe pontuar que a Arte dos Aromas possui outra versão de shampoo e condicionador de Andiroba formulada com componentes diferentes desta dupla em pauta e não certificada pela Ecocert. Por isso ressalto o “Orgânico” já no título do artigo – mais como uma forma de distinção/classificação do que como um “apelo” ou quer seja lá o que for que o termo possa soar.

Bom, vamos começar com o “por que” antes da resenha? Afinal, desde cedo aprendi com o Telekid que “porque sim não é resposta!”…

giff castelo ra tim bum por que sim não é resposta

Por que é TÃO importante escolher uma boa dupla de shampoo e condicionador?

Meninas, estamos tão acostumadas a ver pela blogosfera dicas de máscaras de tratamento capilares e produtos de finalização que acabamos esquecendo a tamanha importância de itens básicos como Shampoo e Condicionador numa rotina adequada de tratamento capilar. Afinal, de que adianta investir olhos e dentes em máscaras de tratamento se todos os benefícios doados por elas forem ralo abaixo com a utilização de um shampoo cujo potencial de limpeza arranca bem mais do que a sujeira dos fios?

Shampoo e condicionador por que é tão importante saber escolher

Quando não nos atentamos à escolha correta do shampoo e condicionador podemos entrar num círculo vicioso nada atraente: os tratamentos doam substâncias aos fios, mas aí lavamos os cabelos com shampoos que retiram exatamente as substâncias doadas. E assim caímos no conto do vigário da indústria cosmética cujo objetivo é nos fazer comprar cada vez mais produtos sob a ilusão de que algum deles de fato irá milagrosamente “grudar” nos fios e nos fazer obter um final digno de feliz-para-sempre.

Aqui cabe a RE-ressaltar alguns pontos (já falei bastante sobre eles em artigos espalhados pelo blog, porém relembrar é sempre válido):

A) Cabelo é tecido morto, ele não se regenera. As substâncias que doamos aos fios a fim de sanar mazelas advindas de uma fibra capilar danificada como porosidade (desníveis na camada de cutículas dos fios) e perda de massa capilar apenas se fixam às áreas defasadas por certo período de tempo cuja duração dependerá tanto do método de manutenção e constância dos tratamentos quanto das substâncias em questão (algumas possuem mais afinidade para com a fibra e/ou menor peso molecular, fato que as fazem penetrar com eficiência entre os “buracos” dos fios e lá permaneceram por mais tempo, já outras apenas se acomodam ao redor da fibra formando assim uma película protetora a qual, embora possa proteger o fio, apenas doa a sensação deu um cabelo tratado como se fosse uma “maquiagem” capilar);

B) Quanto mais suave for o método de higienização escolhido, maior será a probabilidade das substâncias repostas permanecerem nos fios por mais tempo. Fato que diminui a necessidade de aplicarmos tratamentos com tanta constância pelo fato de tais métodos auxiliarem na prolongação de sua duração. Além disso, métodos suaves de higienização irão preservar os óleos naturais dos cabelos e tais óleos em si configuram tanto uma barreira protetora quanto um método natural de preservação da saúde dos fios e dos tratamentos aplicados.

Kah, e o condicionador, onde entra nesta história?

Bom, meninas, em tese nem sempre o condicionador é necessário (exemplo: há quem prefira substituir o condicionador por uma máscara de tratamento de ação rápida), mas sou partidária deste produtinho e explico-lhes os porquês:

A) Já que eu SEMPRE aplico alguma máscara de tratamento ao lavar os cabelos (contei-lhes sobre isso neste vídeo aqui – informações além do titulo, vale assistir!) utilizo e indico a aplicação do condicionador para selar nos fios as substâncias doadas por máscaras de tratamento e também para ajudar a desembaraçar e iniciar o processo de modelagem dos cabelos. Ademais, sinto que ao retirar o condicionador por meio da técnica do Banho de Batismo (esta AQUI) o processo de finalização dos cachos se torna bem mais fácil;

B) Caso você aplique algum tratamento reconstrutor, o condicionador irá ajudar a diminuir o aspecto enrijecido dos fios;

C) Caso você tenha fios difíceis de desembaraçar, o condicionador ajudará neste processo (saiba mais sobre o assunto em “Como lavar cabelos embaraçados sem quebrar os fios”);

D) Caso você tenha elevada porosidade capilar, os ativos e o baixo pH do condicionador irá ajudar a tratar este problema (saiba mais sobre porosidade AQUI);

E) Caso você não tenha o costume de sempre aplicar máscaras de tratamentos ao lavar os cabelos, o uso do condicionador é imprescindível! Ele será o responsável por doar maciez e equilíbrio aos fios.

Kah, preciso utilizar shampoo e condicionador da mesma marca/linha?

Não meninas, não é necessário que a dupla shampoo e condicionador seja composta por itens da mesma marca. Ao optar por shampoos e condicionador da mesma linha/marca apenas temos maior probabilidade de que os produtos se complementem. Porém, caso seu cabelo goste do shampoo X e do condicionador Y, use sem problemas! Afinal, o protagonista da história é exatamente o seu cabelo.

Porquês dados, vamos à resenha?

Resenha: Resenha Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba Arte dos Aromas

Resenha Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba Arte dos Aromas

Sabe paixão à primeira aplicada? Pois bem, fui arrebatada por esta dupla logo na primeira vez que usei pela delicadeza e eficiência dos resultados! Aliás, já me encantei assim que recebi estes produtos da Sublime Rituais de Bem-Estar. Logo ao abrir a caixa e ver o selo da Ecocert já tive bons presságios…

O que significa o selo da Ecocert em cosméticos?

Tendo em vista que não há legislação que regulamente a produção de cosméticos naturais e orgânicos, dependemos que agências regulamentadoras privadas nos digam se o produto X realmente possui as características necessárias para ser categorizado como “natural”.

Para quem ainda não sabe, a Ecocert é uma das maiores e mais prestigiadas certificadoras de cosméticos naturais e orgânicos no mundo, ela possui parâmetros bem rígidos e os produtos que levam seu selo devem seguir à risca todas suas normas, as quais monitoram deste a extração dos insumos até o processo de escolha e composição das embalagens em prol do meio ambiente e de nossa saúde.

Para que um produto receba o selo da Ecocert de Cosmético Natural & Orgânico ele deve conter 95% de ingredientes vegetais e de origem vegetal oriundos de produção orgânica sendo que no mínimo 10% de tais ingredientes devem ser certificadamente orgânicos, ou seja, monitorados desde seu cultivo a fim de certificar que eles não tiveram contato com nenhum tipo de agrotóxico. Além dos percentuais exigidos, o método de extração também é monitorado e não deve prejudicar o meio ambiente, nem a preservação da espécie, nem as comunidades que dependem de tais insumos em termos socioeconômicos.
Sendo assim, ao optar por adquirir um produto com o selo da Ecocert temos a certeza de estar exercitando o consumo consciente.

OBSERVAÇÃO: Há empresas de cosméticos naturais que produzem conforme “manda o figurino”, porém não possuem selo de agências regulamentadoras. Isso não que dizer que o produto de tais empresas seja “inferior” ou “agressivo”, isso apenas quer dizer que devemos confiar nas alegações da marca já que não há um terceiro para testemunhar e certificar a veracidade de suas informações (há várias marcas de cosméticos orgânicos em que confio e gosto mesmo não possuindo selos).

Shampoo Orgânico Regenerador de Andiroba Arte dos Aromas – Resenha

Resenha Shampoo Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas

Diz a Arte dos Aromas:

O Shampoo de Andiroba orgânico ECOCERT é um excelente regenerador do couro cabeludo. Lava suavemente deixando os cabelos macios e saudáveis. Proporciona regeneração, tonificação, fortalecimento e brilho. Indicado para todos os tipos de cabelos incluindo os frágeis, quebradiços e oleosos.
Propriedades/Benefícios: Não contém sal, corantes, nem Lauril Sulfato de Sódio. Contém extratos de plantas e óleos vegetais, além de ingredientes de origem natural.
Dicas de uso: todos os tipos de cabelos.

Para complementar, segundo a Sublime Rituais de Bem Estar:

“Esse é um shampoo completo para quem busca uma opção extremamente saudável e natural para os cabelos e o couro cabeludo. Esse shampoo é livre de sulfato, corante ou sal. Além de seus óleos serem de fazendas orgânicas. O fruto da andiroba tem sementes de onde a Arte dos Aromas retira um óleo super hidratante para o seu cabelo. Ele também tem propriedades regeneradoras sendo indicado para quem tem ou está com o cabelo maltratado por químicas. Com um aroma delicioso de natureza, a andiroba vai proteger o seu couro cabelo e deixar seu cabelo mais macio e enriquecido com os seus óleos naturais. Indicado para cabelos normais, oleosos ou danificados por tratamento químicos.”

Meus amores, as descrições da Sublime são tão completas que fico praticamente sem palavras para acrescentar! Sério, toda vez que leio alguma descrição da loja sinto como se eu mesma a tivesse escrito. É muito carinho raro, poucas lojas se preocupam tanto em passar informações aos seus clientes.

Aliás, eu acrescentaria à descrição: Extremamente indicado para ondulados, cabelos cacheados, afros, ressecados e liberado para quem segue a rotina Low Poo.

Resenha Shampoo Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas textura

Este shampoo é disparadamente meu integrante predileto da dupla! Ele é MUITO semelhante com o Shampoo Surya Brazil Amazônia Preciosa Ucuuba o qual resenhei AQUI. Posso dizer que é um primo mais amigável com o bolso do shampoo da surya.

O Shampoo Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas é muito suave sem perder sua eficiência em termos de limpeza. De cor translúcida e textura gelatinosa, ele limpa preservando os óleos naturais do cabelo, não embaraças os fios, pelo contrário, sinto o início do desembaraço logo ao aplicá-lo e, como todo shampoo com surfactantes leves, promove pouquíssima espuma.

Composição/ Ingredientes do Shampoo Orgânico Regenerador de Andiroba Arte dos Aromas

Resenha Shampoo Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas ingredientes

Clique para ampliar

Composição/ Ingredientes: Acqua/Water, Disodium Cocoyl Glutamate, Sodium Cocoyl Glutamate, Aloe Barbadesis Extract *, Olivamidopropyl Betaine, Sodium PCA , Xanthan Gum, Cymbopogon Citratus Oil *, Sodium Benzoate, Citric Acid ,Carapa Guaianensis Seed Oil*, Sorbic Acid, Citral, Linalool, Geraniol.

 

*Ingredientes provenientes de agricultura orgânica: Aloe Barbadesis Extract (extrato de Aloe Vera, Babosa – Umectante/condicionante), Cymbopogon Citratus Oil (Óleo de Capim-Limão – Antibacteriano e purificante), Carapa Guaianensis Seed Oil (Óleo de semente de Andiroba – Emoliente, suavizante, antioxidante, com alta afinidade para com a fibra capilar)

- 99,8% do total de ingredientes possuem origem natural sendo que 10,04% deste total advêm de agricultura orgânica.
•Ingredientes naturais: Sim.
•Ingredientes orgânicos: Sim.
•Certificados: Ecocert.
•Sem testes em animais: Sim.
•Sem derivados de petróleo (petroquímicos/ óleos minerais): Sim.
•Sem parabenos: Sim.
•Sem corantes: Sim.
•Sem perfumes artificiais: Sim
•Sem sulfatos (lauril sulfato de sódio): Sim.
•Embalagem reciclável: Sim.
•Vegano: Sim.

 

Condicionador Orgânico Regenerador de Andiroba Arte dos Aromas – Resenha

Resenha Condicionador Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas

Diz a Arte dos Aromas:

O Condicionador Andiroba orgânico ECOCERT , regenera e recupera a vitalidade. Proporciona hidratação, nutrição e brilho. Para todos os tipos de cabelos.
Propriedades/Benefícios: Tem ação tonificante e hidratante.

Para complementar, segundo a Sublime Rituais de Bem Estar:

“Este condicionador orgânico é o complemento perfeito acompanhar o tratamento do Shampoo Orgânico de Andiroba da Arte dos Aromas. Mas por si só ele também apresenta uma ótima opção para tratar e regenerar os fios e toda a estrutura capilar. Um produto natural e orgânico livre de parabenos, silicones ou quaisquer derivados de petróleo, ele ajuda a recuperar a vitalidade dos cabelos, seus aspecto saudável e natural deixando-os leves e soltos.”

Resenha Condicionador Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas textura

O Condicionador Orgânico Regenerador de Andiroba Arte dos Aromas possui textura bem leve e fluída e composição liberada para quem segue as rotinas No Poo e Low Poo. Novamente comparando com a linha Surya Brasil Amazônia Preciosa Ucuuba (resenha AQUI), ele é imediatamente absorvido pelos fios, facilita o desembaraço e deixa os cabelos bem leves e soltos, porém devo confessar que prefiro o resultado do condicionador da Surya. Este da Arte dos Aromas é muito mais leve do que meus cachos costumam gostar, fato que me faz supor que ele seja ideal para cabelos finos, pouco volumosos, lisos ou ondulados.

Dica: Testei como condicionador para Co-Wash e foi MARAVILHOSO!

Composição/ Ingredientes do Condicionador Orgânico Regenerador de Andiroba Arte dos Aromas

Resenha Condicionador Orgânico de Andiroba Arte dos Aromas ingredientes

Clique para ampliar

Composição/ Ingredientes: Acqua/Water, Aloe Barbadesis Extract *, Glyceryl Stearate ,Cetearyl Alcohol,Stearic Acid, Sodium Cocoyl Glucamate, Olivamidopropyl Betaine, Cetearyl Alcohol, Sodium PCA, Orbignya Oleifera Oil*, Carapa Guaianensis Seed Oil *, Phospholipds (and) Glycolipds (and) Glycine soja(soybean) oil , Cymbopogon Citratus Oil*, Sodium Benzoate, Sorbic Acid, Citral, Linalool, Geraniol.

 

*Ingredientes provenientes de agricultura orgânica: Aloe Barbadesis Extract (extrato de Aloe Vera, Babosa – Umectante/condicionante), Orbignya Oleifera Oil (Óleo de Babaçu – Emoliente, suavizante, antioxidante, com alta afinidade para com a fibra capilar e rico em ácido linoleico), Cymbopogon Citratus Oil (Óleo de Capim-Limão – Antibacteriano e purificante), Carapa Guaianensis Seed Oil (Óleo de semente de Andiroba – Emoliente, suavizante, antioxidante, com alta afinidade para com a fibra capilar).

- 99,8% do total de ingredientes possuem origem natural sendo que 10,09% deste total advêm de agricultura orgânica.
•Ingredientes naturais: Sim.
•Ingredientes orgânicos: Sim.
•Certificados: Ecocert.
•Sem testes em animais: Sim.
•Sem derivados de petróleo (petroquímicos/ óleos minerais): Sim.
•Sem parabenos: Sim.
•Sem corantes: Sim.
•Sem perfumes artificiais: Sim
•Sem sulfatos (lauril sulfato de sódio): Sim.
•Embalagem reciclável: Sim.
•Vegano: Sim.

 

Que tal, meus amores, gostaram? Tem alguma dúvida? Usam cosméticos orgânicos? Já utilizaram shampoo e condicionador da Arte dos Aromas? Comentem!

Beijos Mil, Karina Viega
karinaviega@acordabonita.com
Facebook.com/acordabonita
instagram@acordabonita
Youtube.com/KarinaViegaAB

Gosta do Acorda, Bonita!?
Escreva seu e-mail na caixa abaixo, clique em “Assinar” e receba nossas novas matérias em 1ª mão!

Escreva seu e-mail:

Obs: Não se esqueça de confirmar o cadastro clicando no link que será enviado para a caixa do e-mail em questão.

 

Loja Dermabox

comments

2 comentários on Shampoo e Condicionador: Por que é TÃO importante escolher bem? + Resenha Shampoo e Condicionador Orgânicos de Andiroba Arte dos Aromas

  1. Evelin
    1 de março de 2016 at 21:37 (651 dias atrás)

    E depois de usar essa dupla VC prefere finalizar com qual produto?

    Responder
    • Karina Viega
      3 de março de 2016 at 8:30 (650 dias atrás)

      Evelin, com qualquer creme de pentear que eu goste (sem parafina e sem silicone ;) ).
      Atualmente gostou muito do SuperCream Deva, do Comigo Ninguém Pode Lola e do Milagre Lola :*

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>